Resultados são de 2018, a partir da implantação da Educação Socioemocional na grade curricular de todas as 22 escolas; em 2019 o trabalho sistemático irá permanecer em toda rede municipal

Ao longo de 2018, além das disciplinas tradicionais como História, Geografia, Matemática e Língua Portuguesa, os alunos das escolas municipais de Conde (PB), contaram, também, com aulas de Educação Socioemocional. As atividades foram desenvolvidas em sala de aula por meio da metodologia da Inteligência Relacional, empresa pioneira no país que há mais de 10 anos tem como compromisso contribuir para o desenvolvimento integral do ser humano.

Na última quinta-feira (17), foi realizada uma reunião com a Secretaria Municipal de Educação para apresentar os resultados do trabalho no primeiro ano de implantação no município. Cerca de cinco mil estudantes do Ensino Fundamental I e II foram contemplados com a proposta educacional que promove o desenvolvimento de competências socioemocionais, como a empatia, o diálogo, a resolução de conflitos e a cooperação, alicerces da construção de uma Cultura de Paz.

As Avaliações de Resultados da Inteligência Relacional aplicadas no início e no final do ano constataram que 37% dos alunos reduziram os comportamentos violentos e conflituosos em sala de aula. Além disso, 42% estão desenvolvendo relações mais harmônicas e pacíficas, 44% estão regulando melhor suas emoções e impulsividade e outros 42% estão conseguindo, a partir desse trabalho, identificar as emoções que sentem nas diversas situações do dia a dia.

Na avaliação da Secretária de Educação, Aparecida Uchôa, a ação educacional ultrapassou as expectativas, tendo em vista ser o primeiro ano de aplicação em Conde. “Alcançamos 51% de melhoria geral nas relações interpessoais dessas crianças e adolescentes. Isso corresponde, para nós, um grande sucesso, passando da metade dos alunos em apenas um ano. A partir do momento que eles vão percebendo o protagonismo disso, isso repercute também na casa deles, na comunidade e no município como um todo”, comemorou.

Já a consultora pedagógica da Inteligência Relacional, Maria Dóia, responsável pelo acompanhamento dos educadores do município e pela apresentação dos resultados, destacou o envolvimento de todos que estão à frente das atividades. “Ao longo dos acompanhamentos pedagógicos percebemos um número grande de educadores envolvidos, que entenderam a proposta da metodologia e se engajaram. Sabemos que tudo isso tem contribuído para esse resultado na prática, como constatamos pelos números na avaliação qualitativa e quantitativa”, disse. 

Em 2019 a inovação pedagógica permanecerá na grade curricular de todas as 22 escolas do município paraibano.  

Metodologia de Educação Socioemocional 

Uma vez por semana e aplicada em 1 hora/aula, a metodologia de Educação Socioemocional promove o desenvolvimento de competências socioemocionais e habilidades de vida e bem-estar que contribuem para a redução da violência e melhoria da convivência e dos índices de aprendizagem.

A metodologia integra e articula diversas contribuições científicas, baseadas em humanistas, sociólogos e filósofos, divididos em um eixo emocional e um social. Com mais de 10 anos já beneficiou aproximadamente 690 mil alunos e mais de 24 mil educadores em 22 estados brasileiros.

A metodologia de Educação Socioemocional da Inteligência Relacional está alinhada direta ou indiretamente, a todas as competências gerais da educação básica previstas pela Base Nacional Comum Curricular (BNCC). Dentre estas competências, é proposto diretamente o reconhecimento das emoções e a capacidade para lidar com elas (8ª), o exercício da empatia, do diálogo, da resolução de conflitos e da cooperação (9ª), destacando o agir com autonomia, flexibilidade e resiliência (10ª).

Fonte: Prefeitura de Conde , Portal do Litoral PB , Portal TV Cariri e Portal Correio