MOSTEIRO SÃO GERALDO, MANTENEDOR DO SANTO AMÉRICO, COMEMORA BONS RESULTADOS NAS OBRAS SOCIAIS

A Metodologia Liga Pela Paz garantiu a sistematização da Educação Emocional e Social para mais de duas mil crianças e jovens

O último ano foi especial para as obras sociais do Mosteiro São Geraldo – entidade mantenedora do Colégio Santo Américo – graças à parceria firmada com a organização Inteligência Relacional. A Metodologia Liga Pela Paz foi implantada nas sete unidades que compõem as obras sociais do Mosteiro, beneficiando 2.100 crianças, jovens e adultos. Para celebrar os bons resultados e compartilhar experiências a equipe de coordenadores, educadores, instrutores e colaboradores dos núcleos sociais se reuniu no auditório do Colégio Santo Américo.

Representantes das unidades CCT Paraisópolis, Vila Morse, Centro Social Dona Diva, Casa Azul Panônia, CEI SER e Monte Kemel relataram as vivências realizadas, mostraram vídeos e explicaram como crianças, jovens, professores e familiares vêm desenvolvendo competências socioemocionais na prática.

Elizabeth Elias, superintendente das Obras Sociais, conta que o apoio pedagógico oferecido pela Metodologia Liga Pela Paz foi fundamental para a mudança no comportamento das crianças. "Nosso sonho sempre foi sistematizar questões como a ética, as emoções, a afetividade.

Quando nos deparamos com a Liga Pela Paz, tivemos a certeza de que havíamos encontrado o que precisávamos para fluir com êxito nesse caminho educacional".

As estratégias psicopedagógicas implantadas já mostraram resultados satisfatórios neste primeiro ano. Houve uma redução média de 25% nos problemas de comportamento.

A avaliação foi feita pelos educadores das unidades, que compararam os alunos antes e depois da implantação da Metodologia Liga Pela Paz e aplicaram questionários em uma amostragem de 226 crianças, o que representa 10,6% das crianças beneficiadas.

As atividades realizadas trabalham conceitos de Educação Emocional e Social, com o objetivo de disseminar a Cultura de Paz, reduzindo a violência e melhorando a aprendizagem.

Exercícios de Quietude e Atenção, Danças Circulares e Painel das Emoções estimulam os alunos e auxiliam no desenvolvimento prático. O educador Anderson Trajano, do Centro Social Dona Diva, conta que a Metodologia foi uma mudança significativa na maneira de educar. "Tínhamos um pensamento muito fragmentado sobre Cultura de Paz.

A Liga Pela Paz nos trouxe esse conhecimento, nos conceituou sobre as emoções do outro e como nomeá-las, além de verbalizá-las, impor limites e encontrar soluções. A consequência só poderia ser a melhora expressiva na convivência e no saber pedagógico".

Marlene Santos, coordenadora pedagógica do núcleo CCT Paraisópolis enfatiza a importância de envolver as famílias e as comunidades nas ações. "Temos convidado as famílias para conhecer melhor nossas práticas e participar das dinâmicas. Algumas ações têm sido na comunidade para que haja um despertar sobre a importância do diálogo, da troca de gentilezas e do conhecimento das suas próprias emoções. Saímos às ruas para entregar bilhetes para os comerciantes e no centro local de saúde", exemplifica.

O professor João Roberto de Araújo, orientador da organização Inteligência Relacional e criador da Metodologia Liga Pela Paz, afirma que o sucesso da parceria com o Mosteiro é fruto da grande dedicação dos profissionais envolvidos. "A motivação e o senso de comprometimento com a Cultura de Paz resultou diretamente no desenvolvimento das crianças e dos jovens das Obras Sociais", relata.

Para 2016 a meta é incluir ainda mais as famílias e a comunidade no projeto. Neste ano as unidades farão um ciclo com oito encontros, nos quais os educadores falarão sobre Educação Emocional e Social no contexto familiar. O DVD "Emoções na Família - Construção da Paz" será uma das ferramentas para discutir orientações sobre estilos parentais e práticas saudáveis em família.

Elisabeth faz um balanço positivo e otimista sobre a parceria. "Hoje estamos colhendo lindos frutos. Este valioso recurso possibilitou que a criança e o adolescente olhassem para si, avaliassem seus sentimentos, identificassem e nomeassem suas emoções. Finalizamos um ano de intensa troca e já definimos novas formas de atuação para 2016, como o trabalho com as famílias e nossos educandos.

Com o novo ano, vamos enfrentar um novo e grande desafio, mas, tendo como parceira a Inteligência Relacional, temos certeza do êxito".

Sobre o Colégio Santo Américo (www.csasp.g12.br)

Fundado em 1951 e mantido pelo Mosteiro São Geraldo de São Paulo, o Colégio Santo Américo prioriza, de um lado, a transmissão de valores religiosos e humanistas, visando à formação integral do aluno, e, de outro, a excelência acadêmica para preparar o estudante a prosseguir seus estudos nas melhores faculdades.

A escola destaca também em seu projeto educacional os esportes, as artes – em particular a música – e a tecnologia, além do período integral, que contribui para a formação global do aluno.

O Colégio Santo Américo conta atualmente com 1.868 alunos, da Educação Infantil ao Ensino Médio. Está localizado na rua Santo Américo, 275, no Morumbi, zona sul.


Fonte: Exame e Bahia Prime