Programa de Educação Socioemocional

Desenvolvimento de competências para a vida

Com rico embasamento teórico, o programa tem como objetivo promover o desenvolvimento de competências socioemocionais e habilidades de vida e bem-estar que contribuem para a redução da violência e melhoria dos índices de aprendizagem e convivência. Advindo das contribuições de educadores, psicólogos, filósofos e sociólogos, é alinhado à Base Nacional Comum Curricular (BNCC) e a outros documentos oficiais que norteiam a Educação.

Base Nacional Comum Curricular - BNCC

O programa está alinhado a todas as competências gerais da educação básica previstas pela Base Nacional Comum Curricular. Dentre as competências, é proposto diretamente o reconhecimento das emoções e a capacidade para lidar com elas (8ª), o exercício da empatia, do diálogo, da resolução de conflitos e cooperação (9ª), destacando o agir com autonomia, flexibilidade e resiliência (10ª).

Materiais Pedagógicos

Educação Infantil

Volume 1 - Aluno

Volume 1 - Professor

Volume 2 - Aluno

Volume 2 - Professor

Anos Iniciais do Fundamental

Volume 1 - Aluno

Volume 1 - Professor

Volume 2 - Aluno

Volume 2 - Professor

Volume 3 - Aluno

Volume 3 - Professor

Volume 4 - Aluno

Volume 4 - Professor

Volume 5 - Aluno

Volume 5 - Professor

Anos Finais do Fundamental

Volume 6 - Aluno

Volume 6 - Professor

Volume 7 - Aluno

Volume 7 - Professor

Volume 8 - Aluno

Volume 8 - Professor

Volume 9 - Aluno

Volume 9 - Professor

Ensino Médio

Volume 1 - Aluno

Volume 1 - Professor

Volume 2 - Aluno

Volume 2 - Professor

EJA - Educação de Jovens e Adultos

EJA Professor

EJA Aluno

Material pedagógico completo para todos os segmentos

Parceria homologada para o lançamento do material pedagógico da Educação de Jovens e Adultos (EJA).

Teóricos que fundamentam o programa:

Rafael Bisquerra

Catedrático da universidade de Barcelona responsável pelo GROP (grupo de investigação em orientação psicopedagógica), que sistematizou diversas referencias pedagógicas, psicológicas e das neurociências para desenvolver programas de Educação Socioemocional na Europa.

Salovey & Mayer

Psicólogos estadunidenses considerados os pioneiros na conceituação e no uso do termo “inteligência emocional” como “a capacidade de perceber e exprimir a emoção, assimilá-la ao pensamento, compreender e raciocinar com ela, e saber regulá-la em si próprio e nos outros.”

Howard Gardner

Psicólogo estadunidense que elaborou a teoria das inteligências múltiplas, que postula que a inteligência cognitiva é apenas um dos potenciais humanos a serem desenvolvidos, o que, de certa forma, colocou em xeque o conceito de QI (coeficiente intelectual) como o exclusivo preditor de êxito ao longo da vida.

Edgar Morin

Morin é um célebre filósofo e sociólogo francês a quem a UNESCO, no fim dos anos 90, encomendou uma pesquisa sobre os saberes necessários à educação do futuro, a qual deu origem a um livro “os sete saberes necessários à educação do futuro”. Destaca-se seu olhar sobre a compreensão e o paradigma da complexidade.

Marshall Rosenberg

Psicólogo estadunidense que desenvolveu uma técnica de mediação de conflitos chamada “comunicação não violenta”, usada amplamente em áreas de intensos conflitos armados, étnicos e religiosos em regiões de todo o mundo.

David Bohm

Um dos físicos teóricos mais importantes do século XX, que desenvolveu o “diálogo” enquanto uma metodologia de conversação, cujo objetivo é ampliar a compreensão sobre o outro.